ESTUDANTES DA UCAN DISTINGUIDOS EM DIFERENTES FORUNS

A Universidade Católica de Angola tem sido destaque em fóruns nacional e internacional com a distinção de seus estudantes. Recentemente, 3 deles foram galardoados, uma com o Prémio Palanca Negra Gigante e outros dois com o de melhores Projectos de Administração Pública.

São Imisi de Almeida do 5º ano e Cândido Cabinda do 4º da Faculdade de Direito da UCAN que receberam certificados de primeiro e segundo melhores Projectos de Administração Pública no final da formação sobre Administração Pública, promovida pela YALI, Iniciativa para Jovens Líderes Africanos.

Os dois estudantes fizeram a mesma formação, mas os projectos finais apresentaram individualmente. Desta vez, a actividade de intercâmbio cultural entre jovens de diferentes regiões do continente africano, aconteceu entre Agosto e Setembro deste ano, na Àfrica do Sul e durou cerca de 1 mês.

Imisi de Almeida, classificado como o primeiro melhor projecto, apresentou um programa de Educação Ambiental que visa, por um lado, sensibilizar as populações do Cazenga sobre as formas de preservação do meio ambiente e por outro, demostrar como as escolas do ensino geral e universidades podem contribuir para resolver os problemas ligados ao meio ambiente.

Por sua vez, Cândido Cabinda que conquistou a segunda classificação do curso, propôs um programa de Educação, Ressocialização e Integração para os reclusos do centro penitenciário de Kakila, que visa a organização de actividades e formações técnico-profissinais para que os mesmos não voltem a cometer crimes.

Sobre a formação, os referidos estudantes sublinharam que foi vantagioso conhecer outras realidades africanas, sobretudo, numa altura em que Angola pretende implementar as autarquias locais. “Foi bom, por exemplo, conhecer a realidade social e política de Moçambique e serviu-nos, também, de alerta para possíveis erros que se venha cometer neste processo de descentralização administrativa”.

A YALI é um Programa lançado pelo Governo dos Estados Unidos como um esforço assinalável para investir na próxima geração de líderes africanos em três áreas específicas: Gestão de Negócios e Desenvolvimento de Empreendedorismo, Liderança Cívica e Gestão Pública e Governação. Entre outros objectivos, o programa visa criar pensadores africanos críticos, bem como, doptá-los de ferramentas de resolução de problemas complexos e multidisciplinares dos seus países.

Por outro lado, a estudante Edvânia Rosa Armando Cassange, do 4º ano, do curso de Psicologia do Trabalho da Faculdade de Ciências Humanas foi distinguida na Gala Palanca Negra Gigante, na categoria de melhor estudante da Universidade Católica de Angola em 2018. A gala de premiação decorreu, no dia 12 de Agosto, no memorial António Agostinho Neto.

À esta categoria são avaliados critérios como; a nota, o seu envolvimento nas actividades associativas e a conduta dentro e fora da universidade. Os candidatos desta categoria são votados pelos seus colegas.

Esta é a segunda vez consecutiva que a UCAN é destacada na mesma categoria deste evento, que já vai na sua 7ª edição. No ano passado, a UCAN recebeu duas estatuetas da Palanca Negra Gigante, uma pela estudante Chelsea Maneza Ferreira Pereira, do 5º ano do curso de Psicologia Clínica e outra pelo professor José Manuel Alves da Rocha na categoria Melhor Figura do ano, como melhor Professor Universitário em 2017.

O Prémio Palanca Negra Gigante é uma iniciativa que reconhece e premeia a dedicação e o empenho de pessoas que contribuem para o engrandecimento cultural, político, social e académico do país.

Siga-nos

Estamos nas Redes Sociais. Siga-nos dando um click.

Quem está em linha?

Temos 355 visitantes e sem membros em linha